terça-feira, 20 de maio de 2014

26 DE JUNHO DIA INTERNACIONAL DA LUTA CONTRA O USO E O TRÁFICO DE DROGAS E DIA NACIONAL DE COMBATE ÀS DROGAS

26 DE JUNHO DIA INTERNACIONAL DA LUTA CONTRA O USO E O TRÁFICO DE DROGAS E DIA NACIONAL DE COMBATE ÀS DROGAS
A ONU designou o dia 26 de junho como o Dia Internacional da Luta contra o Uso e o Tráfico de Drogas. 
O Brasil adotou-o com o Dia Nacional de Combate às Drogas, cujas comemorações nas escolas e entidades se estendem por mais de uma semana, tal a importância que o tema suscita em toda a sociedade.

Atualmente, obter informação sobre drogas é muito fácil, pois o acesso aos meios de comunicação (televisão, revistas, internet etc.) é viável para todos, independentemente do nível econômico da pessoa. 
Se, por um lado, essa facilidade de informação pode ser esclarecedora quando as drogas são abordadas com seriedade, por outro lado, pode ser uma porta aberta para o consumo delas, uma vez que há muitas propagandas a favor do vício, direta ou indiretamente, sobretudo nas novelas. 
Muitas vezes, os próprios pais incentivam seus filhos ao consumo de drogas, por meio de exemplos pessoais ou mesmo por brincadeira.

Pais e educadores precisam estar bem informados sobre os perigos e as conseqüências das drogas e conservar com os filhos de maneira franca, pois o diálogo é o melhor caminho.

A dependência química é uma doença crônica e reincidente, caracterizada pelo consumo compulsivo de drogas. 
Por isso, é indispensável a ajuda de um profissional competente.
Por mais que as drogas sejam atraentes e prazerosas no início, a realidade do vício é bem diferente. 
O viciado passa por uma experiência terrível de angústia, insegurança e medo. 
A família sofre tanto quanto ele. 
Muitas delas são destruídas durante esse processo. O vício pode ser tratado, mas o sucesso desse tratamento depende de uma variedade de fatores.

O tráfico de drogas movimenta muito dinheiro, razão pela qual não se pode negar que a empresa do narcotráfico seja altamente poderosa e perigosa. 
A campanha dos traficantes é mais eficaz do que todas aquelas efetuadas contra as drogas. 
Por isso, não se deve ter a ilusão de que as drogas serão combatidas facilmente. 
É preciso implantar outras medidas repressivas e, sobretudo, preventivas. 
É na família, portanto, que deve começar a luta contra o narcotráfico, com continuidade nas salas de aula, para que os jovens sejam reeducados e reintegrados ao convívio social, livres do vício e da violência.

Nenhum comentário: